12 março 2013

Não se cobre tanto!


        
Permita-se errar. Crescemos muito na vida aprendendo com os nossos erros. Já imaginou o quão insuportável e prepotente seríamos se tudo o que fizemos desse certo? Os erros nos fazem amadurecer, nos perceber melhor e também as pessoas ao nosso redor. 

Permita-se perdoar a si e também ao outro. Quem nunca magoou sem saber ou sem querer que atire a primeira pedra. E se magoou querendo, perdoe também: por você. Mas não seja bobo, não deixe que as pessoas se aproveitem disso de maneira que te seja desconfortável.

Permita-se sentir. Se quiser chorar porque tá triste, chore até sentir que dor cessou um pouco. Se sente vontade de gritar de felicidade, grite aos quatro ventos! Não tenha medo de ser quem é, muito menos pela desaprovação dos outros.

Permita-se pensar. Sei que os afazeres diários nos transformam em verdadeiras máquinas "economizadoras" de tempo, mas tire um tempinho pra pensar em coisas que gosta ou na sua vida, sei lá. Tente lembrar-se sempre do sentido que tem tudo aquilo que faz parte da sua rotina, do dia a dia.

Seja humilde. Trate de forma igual desde o presidente da empresa até o faxineiro. Saiba e reconheça as suas qualidades, mas não fique exaltando-as em momentos inoportunos. Nunca ache que sabe demais porque existe sempre uma coisa nova para aprender ou aprimorar.

Tenha tranquilidade para superar as dificuldades. Por mais impossível que pareça ser, é necessário manter a calma para resolver os problemas, quanto mais afobado se está para resolvê-los, mais eles se enrolam e se complicam.

Respeite a suas vontades. Não há porque sentir culpa ao dizer "não" para alguém. Não precisamos aceitar ou fazer coisas que não nos sentimos a vontade e se, a pessoa que nos pediu também nos respeita, irá entender. Talvez, ter coragem de dizer essa pequena palavrinha de grande poder evite várias situações inconvenientes.

Não se cobre tanto assim. Ninguém é perfeito, permita-se ser imperfeito. Afinal, como já diz o velho clichê "a vida é uma escola" e embarcamos nessa pra aprender mesmo. Para errar, para sentir, para pensar, para amadurecer, para respeitar. Se respeitar. O que a gente leva da vida são apenas todas essas vivências, todo o resto fica. E não há nada mais gratificante do que saber que é valida a pena a vida que se vive.

Acima de tudo, ame-se! Saiba seus limites, respeite os seus medos mas não deixe que eles tomem conta de você. E todo o resto estará automaticamente incluso na leveza de uma personalidade satisfeita, todos os dias.

Texto por :Amanda Souza


Nenhum comentário:

Postar um comentário