23 outubro 2012

Nunca !




Ele te deixa com um sorriso bobo no rosto, você ama o jeito despreocupado dele arrumar o cabelo, ama mais ainda quando o cheiro dele fica em você depois de um abraço. Segurar a mão dele é um tormento, aquele metal em volta do dedo dele afasta todas as suas esperanças, mas tem alguma coisa no olhar dele que trata de trazê-las de volta. Ele te puxa pra perto, fala besteira, te faz rir, te deixa sem graça quando diz que você fica linda quando esta com vergonha, você sente odio de si mesma por querer colocar os braços em volta da cintura dele, ele sorri enquanto existe uma confusão dentro de você e o inesperado acontece. Ele parece confuso ao tirar a aliança, mas sua decisão reaparece com as palavras - Você quer ficar comigo? - você sabe que não pode, aquilo é errado, só que não importa mais, quando percebe já esta totalmente entregue. Você quer que aquilo dure, sente uma vontade enorme de puxá-lo de volta. Você quer que ele ligue, digita o numero dele incontáveis vezes mas apertar o 'chamar' é mais um erro. Você se sente um lixo por estar nessa situação de novo, mas algo dentro de você parece gostar de errar.
Você já releu todas aquelas cartas e reviveu todos aqueles momentos românticos entre vocês dois. Se você vai sair coloca a melhor roupa e torce para que ele te veja por aí e dê aquele sorriso bobo que você tanto adora. Implora por dentro que ele dê um jeito de escapar para te ver, se conforma quando ele não vem, mas quando ele vem, enche teu coração de esperança, então ele te abraça apertado, diz que sentiu sua falta, e você sorri, chorando por dentro porque ele não pode ser teu. E ele percebe a confusão dentro de ti pelos teus olhos, quando ele acaricia teu rosto, te acalma, mas o metal frio da aliança dele congela teu coração, tudo o que você quer é se afastar, porque não é certo, não é pra ser, mas se aninhar nos braços dele é mais fácil. E você quer que ele perceba que estar com você é melhor, mas no fundo você sabe que ele não te ama agora e isso provavelmente não vai mudar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário